sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A hipnóse do amor


Nem o mais sábio iria entender,
Quando sem pressa o sorriso chegou.
Cheiro de mato, a luz e o breu
Que o seu silêncio por tudo falou.
Esconde o orgulho que é para ninguém ver,
Que o pecado tem razão de ser.
Inevitáveis a rosa e o mel
Sons do teu corpo em acordes do amor!...
Natiruts
Rita Maglhães

9 comentários:

FLAVIAINE disse...

OI,encontrei a funçao "seguir"!!discipula de suas aventuras,ta bem?Deus te ilumine sempre.Ah,adoramos dançar,legal!!!

Viajante Esperto disse...

Achei seu Blog muito interessante e acho que seus leitores podem também se interessar pelas minhas postagens e os meus pelas suas. O que você acha de nós fazermos uma parceria de link? Vc me divulga e eu faço o mesmo no meu blog viajanteesperto.blogspot.com.

Caso tenha interesse, é só me responder nesse email (viagensped@gmail.com) assim divulgo seu blog na mesma hora!

Boa Sorte com seu Blog,
Abçss Milena

brett disse...

love to see this discussion! It’s great to see you all working through the issues and also, it’s great to see recommendations for testing. In the end, it’s what your actual users do and prefer that should be your biggest driver in making these decisions.
online department

Verânia Aguiar disse...

hi!
muita giro o poema :)

Geraldo Brito (Dado) disse...

Bonitinho otrecho dessa canção...
Parabéns pelo blog!

aindabemquenaonasciameba disse...

Oi, ja lia o seu blog a um tempo. hoje resolvi comentar. Você é fonte de inspiração !
Bjs

Milena Torres disse...

que lindo, gostei muito! ;*

Roger $immon$ disse...

ola! achei seu blog por acaso!
gostei mto
esta de parabens
bjobjo

Rita Magalhaes disse...

obrigada a todos pelas palavras! Tentarei voltar a escrever mais frequentemente. Obrigada!