terça-feira, 3 de março de 2009

"Eles"

Ontem estive o dia todo de cama e surgiu-me um pequeno momento de inspiracao (ou se calhar naao!). Deixo ao vosso criterio:

"Ela queria aprender a conhecer as estrelas, queria voar sem asas, viajar o ceu imenso... Queria faze-lo com Ele. Ele sabia como lhe ensinar, Ela tinha a certeza. Conseguia sonhar com o momento em que Ele lhe tocasse e a levasse para longe, voando juntos. Imaginava que Ele pegar-lhe-ia na mao, abraca-la-ia e diria: "Vamos!"... Nao hesitaria, nem por instantes. Partiriam em busca da alegria, da felicidade e do bem-estar. Ela sabia que, juntos, encontrariam sem demora.
Foi entao que partiram. Ela sentiu medo, as suas pernas tremiam quando sentiu os seus labios aproximar-se. Era o inicio da viagem que, naquele momento, por sua vontade, duraria para sempre! Nao falaram... o silencio exprimia o que ambos sentiam. No entanto, Ela so queria gritar, rir, disparatar, mostrar que com ele se sentia capaz de fazer o que quisesse! Limitou-se a observa-lo e a jurar a si mesma que daria o seu melhor para que nao o perdesse, para que pudesse continuar a voar... So com ele fazia sentido, sozinha nao teria subido tao alto! Ele fazia-a feliz e Ela nao o escondia.
Nao se moveram, deixaram-se envolver na troca de olhares. O sol raiva no ceu. Estava frio e o vento cortante, acrescido da avalanche de emocoes que sentia, quase lhe tiravam a respiracao. Finalmente, Ele falou, moveu-se. As suas palavras soavam como melodia nos seus ouvidos. Escutou-o com um sorrriso e os olhos brilhantes. Ele disse:
- NAO QUERO QUE ISTO ACABE... NUNCA!...
Voaram...."

Marco 2009
Rita Magalhaes

2 comentários:

betocas disse...

Depois de ler estas palavras,senti me baralhada,sem saber se estava em 2009 ou em 1981.
sim minha querida filhota ,também já escrevi palavras identicas ,não num blog mas sim num (chamado O LIVRO EM BRANCO ) diário.
NÃO RESISTO FUI BUSCAR O LIVRO E TRANSCREVO ALGUMAS FRASES DEPOIS DA NOSSA CONVERSA.
"PORQUE NÃO VOAS?
OLHA PARA O CÉU, PARA AS AVES E PARA O MAR, VERÁS COMO É BOM VOAR E VER TUDO DE LÁ DE CIMA.
SERÁ QUE ESTAR NUMA ILHA, NO MEIO DESSE MAR, SERÁ ESTAR SO? SE TENHO AS AVES O MAR, O SOL,A LUA. O CÉU COM AS ESTRELAS QUE TANTO GOSTO ...."
o resto vais ler comigo quando regressares.
Não esqueças nunca filhota , da sensação das pernas tremerem e as borboletas no estomago,(hihihi) mesmo que sejas muito velhinha vale a pena sempre a PAIXÂO
dizem os teóricos que a paixão vem e vai,mas quando existe Amor a Paixão pode voltar as vezes que nós quizermos.
È só querer, e fazer com que as borboletas nos acompanhem pela vida fora.
nunca deixes é que as pernas te falhem ,para nunca caires e não te magoares.
AMO TE muito princesinha do coração ,bjs gds MAMI

Isabel disse...

Olá minha querida!
Deste-me hoje o endereço do teu blog e eu prometi entar ainda hoje e deixar um comentário....Confesso que está dificil e tenho pena de só hoje ter tido acesso. Tive que ler tudo um pouco á pressa e tudo foi demasiado surpreendente, tocante, e fiquei demasiado comovida.....
Como a tua mãe diz, todos nós já escrevemos palavras destas não num blog, pois não existia na altura, mas em cadernos que guardávamos religiosamente, quase com medo que alguém "profanasse" a nossa privacidade....Tudo era mais "fechado", mais "secreto", mais "intimo"....lembro-me que não dividia aquelas páginas nem com as minhas melhores amigas....nunca percebi se fui uma garota típica do meu tempo ou completamente atípica, mas o certo é que todos os meus sentimentos eram sigilosamente guardados naqueles cadernos a que NINGÉM tinha acesso....
Como sabes não tive irmãos, nunca tive com quem dividir nada, e fui educada de uma forma que me ensinou que "as nossas fraquezes" nunca se mostram a ninguém. Claro que isso me trouxe alguns problemas que carrego até hoje, porque infelizmente não há educações perfeitas....
No entanto eu continuo a acreditar, que se os erros das nossas mães e dos nossos pais servissem para alguma coisa, hoje já ninguém errava porque todos os erros teriam sido já cometidos.....
Neste momento, e com um nó na garganta, apenas te consigo dizer aquilo que com a idade aprendi: tudo aquilo que não nos mata, fortalece-nos! E por isso te considero uma priveligiada porque, apesar de toda a dor que possas estar a sentir, da sensação de "divisão", de tudo aquilo que te passa pela alma neste momento em que te sentes "em terra de ninguém", cresceste mais neste ano do que em todo o tempo que viveste antes, e deves encarar isso como um aspecto muito positivo! Um dia perceberás e saberás dar o devido valor a tudo o que, á força, aprendeste neste período, pois que te será muito útil durante todo o resto da tua vida. Deus abençoou-te quando te deu os pais maravilhosos que tens e que, apesar de tudo que terão sofrido com a tua ausência, graças a Deus puderam e fizeram questão de te proporcionar esta oportunidade maravilhosa e única! Acredito que, neste momento, nada do que digo faça muito sentido para ti, mas um dia compreenderás!
Resta-me dizer-te que todos te amamos muito e esperamos ansiosamente o teu regresso. Todos saberemos respeitar as saudades que irás sentir de todos os que aí deixaste, os momentos menos bons que possas ter quando o teu pensamento voar para aí, mas penso que é importante que saibas que podes contar connosco tanto ou mais do que antes, pois todos continuamos a amar-te da mesma forma e ansiamos por te poder abraçar, dar muito mimo e muito colo, sentir-te de novo parte presente e fisica das nossas vidas.....e se eu sinto isto desta forma, com esta intensidade, imagino o que sentirão os teus pais, o teu irmão, os teus avós....sei lá! Todos eles conseguiram mostrar ao longo deste tempo a coragem, a força e a capacidade de abnegação que têm....imagino que deves estar orgulhosíssima da familia que tens...tal como eles se sentirão orgulhosíssimos da tua coragem, da força que conseguiste ter, da MULHER que mostraste ser durante todo este tempo.....eu própria não caibo em mim de tanto orgulho, de tanto amor.....como disse no principio, não encontro palavras para descrever o que estou a sentir!
Ansiosa por te poder abraçar, entretanto recebe, através destas palavras, todo o amor que sinto por ti!
Beijo no coração
Mamã Isabel