quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Porque?

O texto que se segue foi o resultado de 10min sentada numa mesa do bar da escola no intervalo de almoco sem nada para fazer:

"Porque escrever? Fara sentido? Nunca conseguiremos atraves de meia duzia de letras contorcidas e amontoadas transmitir o que sentimos, o que precisamos ou ate o que queremos.
Confuso e pensar como poderemos explicar o que nos vai ca dentro as pessoas que estao la fora. Algumas trocas de palavras numa conversa podem consegui-lo mas... escrevendo? Sao so algumas linhas preenchidas por tinta azul ou preta! E porque essas cores? Porque nao vermelho? Acho que a minha idade dos porques ja passou ha algum tempo mas continuo com algumas duvidas na cabeca por esclarecer, porque mesmo com 16 anos (quase 17) continuo sem as perceber, sem ter as respostas que quero. Penso ate que ninguem as tem, nem eu nunca as terei mas... porque nao procura-las? Porque nao ter uma justificacao para o facto de que tenho a necessidade de escrever, mesmo sabendo que se alguem ler as minhas palavras nao vai entender o porque dessa necessidade?
Nao tenciono ensinar ou transmitir absolutamente nada com este texto apenas quero soltar-me, poder deixar a caneta rolar no papel. E uma especie de forca superior ao meu controlo mas que nao pretendo evitar.
Se e vazio o que eu sinto? Se escrevo porque estou triste ou porque tenho saudades? Nem sempre, mas quando acontece sinto-me bem com isso. No entanto, hoje apenas escrevo para esvaziar a pequena caixa que tenho dentro de mim. Tudo isto que tenho passado e demasiada informacao, emocao e acontecimentos para 1.75m de gente!
Sim, nao nego... escrever faz-me sentir bem, traz-me tranquilidade e alivio e porque nao dizer... liberdade? O papel nao me julga, nao me critica nem aconselha, so anota o que eu penso. A caneta nao avanca no momento errado nem para sem eu querer. Consegue compreender-me... sabe exatamente quando e para continuar ou e necessario esperar que o pensamento se encontre com os musculos da minha mao, consegue estar em sintonia comigo. Mas... e as palavras? Estarao elas de acordo comigo? Corresponderao `a realidade? Conseguirao mostrar o que quero mostrar? Se isto nao se sucede entao... Porque escrever?"

Apos estes 10minutos de reflexao a campainha tocou... dirije-me para a sala e la fiquei os 50minutos seguintes!

Rita Magalhaes

3 comentários:

Joana Medeiros disse...

Obrigada Ritinha! Muita sorte por aí e não te esqueças que se precisares de mim é só dizer =) Estou mais longe do que pensava, mas estou cá na mesma!! Beijinho

betocas disse...

Filhota é dificil escrever ou comentar tais palavras
estás cada vez mais supreendente pela positiva adoro te mamy
milhoes de beijinhos

RuiMag disse...

Sempre que te apetecer, não deixes de escrever.
Se te sentes bem e livre quando escreves, nós sentimos-te aqui bem perto ao ler as tuas palavras.
Não te preocupes eu tenho 45 anos (quase 46, pssst... não digas a ninguém)e todas os dias são coisas novas para aprender (agora a mamã até vai dormir ao hotel uma vez por semana e deixa os homens da casa sózinhos eh!eh!eh!).

papá

notinha: faço-te um desafio. No final do ano publicas este texto em Dutch, sem ajudas.